Aspecto histórico do Povoado de Mata Verde

    
     Mata Verde Rainha dos Povoados 


O Povoado de Mata Verde tem uma fonte histórica “dramática” com o final feliz. Segundo os moradores mais antigos desta localidade, falam que os primeiros fundadores eram: José Paulo da Costa e Antônia Maria da Conceição e seus filhos: Francisco Paulo da Costa, José Elias Paulo da Costa, Vicente Paulo da Costa, Tereza Paula da Costa e Zé Elias Paulo da Costa. Outro casal tambem importante que veio resedir nesta localidade foi: Antônio Paulo da Costa e Maria da Conceição e sua filha Maria Paulina da Conceição que eram descendentes de escravos da cidade de São Miguel.
     Com a grande chegada dos descendentes da família real na cidade de São Miguel, todos os escravos preparam uma grande festa de comemoração. Foi o único dia em que os trabalhadores do engenho de açúcar tiveram folga. José Paulo e sua família aproveitaram a grande curiosidade da população e fugiram do engenho entre as margens do Rio São Miguel. Na medida em que iam caminhando eles cobriam os rastos com folhas para os caçadores de escravos não perceber pra qual direção eles estava indo, chegando há um lugar, bem distante da cidade eles o perceberam que o rio além de ser fundo era comprido sem haver chances de atravessar para o outro lado, na qual foi batizado pelo nome de: POÇO COMPRIDO.








 
PEDRA DO POÇO COMPRIDO    

     José Paulo mandou seu filho mais velho Francisco procurar um lugar para ele poder construir a sua casa, ele avistou um lugar cheio de pedras, águas cristalinas, árvores enormes e muitas matas verdes de dar medo pela grande quantidade de matas e animais. Foi através da imensidão de matas verdes que surgiu o nome: MATA VERDE.
     Certo dia chegando em casa disse para seu pai que tinha encontrado um lugar maravilhoso para construir a sua casinha de taipa no pé da pedra. (Hoje vocês podem ver que a primeira casa que foi construída na Mata Verde, pertence à família Lima, que concentra no pé da pedra junto com a igreja Santa Paula).

     Primeira casa da comunidade de Mata verde

       Seus outros irmãos resolveram voltar pra cidade de São Miguel em busca de alimentos e outras coisas, mas eles não tinham noção de que os escravos já estavam livres e que a vida de escravo tinha dado o ponto final. Nessa viagem eles reencontraram os seus familiares e vieram moram na Mata Verde trazendo comidas, sementes e cana de açúcar. Chegando lá foi a maior alegria das famílias mais uma vez.
     Por volta de 1839, Francisco Paulo casou-se com sua prima Maria Paulina da Conceição. No ano de 1845 tiveram seu primeiro filho que nasceu morto. Foi uma grande tristeza que fizeram uma homenagem ao filho construído uma igrejinha para colocar o corpo da criança. O pai de Francisco trouxe uma pequena imagem de Santa Paula e São Francisco pra colocar na igrejinha como sinal de proteção para o filho, acreditando eles que os nomes dos santos eram iguais a dos pais, ou seja, o filho estava amparado.






A PRIMEIRA CAPELINHA CONSTRUÍDA

    No ano de 1847, Francisco e  Maria Paulina teve outro filho chamado Vicente, que desta vez nasceu muito bem de saúde e seus outros filhos: Vicente Paulo da Costa, Manuel Paulo da Costa, João Paulo da Costa, José Paulo da Costa e Maria Paula da Costa. Foi nesta mesma época que seus irmãos e sobrinhos pediram para construir uma casinha de taipa perto onde eles moravam. Então Mata verde torna-se um sítio de famílias simples e humildes, com uma boa plantação de algodão, feijão de corda e mamona. No dia da colheita eles levavam os sacos de algodão  para a cidade de Viçosa e Marechal nos burros de cargas, trocando a colheita por mercadorias: sal, querosene, foice, enxadas e bacalhau.


     Em 1860, começava o circulo do algodão na Mata Verde, isto porque a produção de algodão era muito grande, até chegar a ponto de comprarem uma maquina a vapor para a produção de lã. Segundo alguns moradores, eles se lembram dessas maquinas que foi trazida pela ferrovia de Marechal até Viçosa; e o restante da viagem foi trazido de carroça de burro. Veja só, antes a produção era trocado por mercadorias, depois que surgiu as maquina a vapor, a produção vendida por dinheiro na cidade de Viçosa, Quebrangulo, Pindoba e outras comunidades vizinhas.

        SEGUNDO OS MORADORES DESTE POVOADO, PRA CHEGAR ATÉ MATA VERDE NAQUELA ÉPOCA ERA PRECISO PASSAR POR 12 CANCELAS.


Mata verde não era mais um sítio, pela grande quantidade de moradores querendo fazer seu plantio, e pela qualidade das terras e quantidade de moedas que as famílias lucravam nas vendas de lã. Foi o início da grande feira do sábado entre os povos de Marechal, Viçosa, Quebrangulo, e Pindoba em Mata Verde. As localidades mais próximas do povoado são: Poço comprido, Urumbeba, Serra da mão direita, Maracujá, Pacas, e Lajedo, Cavaco, Fun de vazia e Toré que também foram pioneiras na produção de algodão.
     No ano de 1947, no governo do Doutor Ulices Botelho, prefeito da cidade de Anadias, ele mandou construiu a primeira Escola Rural Amélia Torres em homenagem a mãe do Dr. Abdon Torres, onde Hoje a Escola chama-se: Escola Estadual Barão do Rio Branco. Em 1948, ele mandou construir uma ponte de madeira que dar passagem para o comércio do povoado, que em 1988 foi reformado. Em 1949, Ele mandou construir o Mercado Público, nesta mesma época surgiu a primeira energia movida a motor a dicil e água. Ele ampliou verbas para o abastecimento de água por meio de cacimbas, que ao longo do tempo as famílias encontraram nas riquezas naturais, nascentes de águas para abastecer suas casas sem precisar da CASAL (Companhia de Abastecimento de água e Saneamento de Alagoas).Segundo os moradores antigos foi uma grande festa de inauguração com grandes convidados políticos.


        



      Em 1960, Ulices Botelho doou suas terras para o primeiro cimitério local. Com o  passar do tempo no governo de Eurico Juvi de Almeida em 1986, construíram os muros do cemitério ( Cemitério São João ), foi dado este nome pela memória de João Rua, que também fez parte dos primeiros moradores da localidade. Ainda hoje  restam três imagens de madeira que ele comprou de juazeiro  pra colocar na primeira igrejinha do povoado: Santa Paula, São Francisco e Santa Ana. 
No governo do Doutor Ulices Botelho em 1960 ele doou suas terras para a construção de um mini-posto de saúde, onde 1980  foi reformado (Posto Antônio Rodrigues da Costa) filho dos primeiros moradores deste povoado.
          Após a Emancipação Política da cidade de Maribondo, foi inaugurado o sistema de energia elétrica através da CEAL (Companhia de Eletricidade de Alagoas) com rede provisória para atender na época 120 residências. Em 1978, a energia Elétrica chega ao Povoado de Mata Verde.
       Hoje o Povoado de Mata verde, tem alguns vestígios históricos deixados pelos primeiros moradores da localidade: A Capelinha de Santa Paula, que eles construíram para o seu primeiro filho, que no entanto eles estão também enterrados, uma pequena imagem de Santa Paula que foi restaurada no ano de 2009, e a imagem de São Francisco que hoje se encontra na igreja maior do povoado; e a primeira casa onde Francisco fez no pé da pedra pra morar. E não esquecendo as velhas tradições das culturas religiosas.






ASPECTO GEOGRÁFICO DE MATA VERDE

       Mata Verde, situa-se na micro região da zona da mata Alagoana a uma distância de 120Km da capital do estado (Maceió), tendo como limites: ao Norte Mar Vermelho; ao Sul Maribondo e ao Oeste Tanque D`arca, tendo como ponto de referência o Rio São Miguel que recebe em suas nascentes o nome de Rio do Poço Comprido, que é a divisão do municí pio de Maribondo, entre Tanque D`arca e Mar Vermelho. Segundo os agentes de saúde (PSF) Programa da saúde da família no ano de 2010 a população de Mata verde chega a 1.700 habitantes, sendo o povoado mais populoso do Estado de Alagoas. Devido os problemas na falta de melhoria e o crescimento de pessoas desempregadas, o exado rural cresce, ( 1% da população migram para outras cidades, onde a maior parte vão para São Paulo e Maceió).
     O crescimento vegetativo chega a 3 %, e a expectativa de vida para as mulheres é 90 anos, e para os homens é de 76 anos, isto porque há um desgaste físico e social. A comunidade de Mata verde possui em média 362 famílias.Nas suas localidades concentra-se 01Chafariz, Luz elétrica, 02 grupos Escolares, mini posto de saúde, Linha telefônica, posto dos correios, PETI, programa de erradicação do Trabalho Infantil, 01 padaria,bares e alguns outros estabelecimento comerciais, várias pedreiras que obsorvem a maior mão de obra local.


ENTRADA PARA O POVOADO



            
                                         O CLIMA

 O clima é quente e seca no verão, temperatura é húmido no inverno, sofre influência no período de chuvas que se prolonga de Abril a Agosto. A temperatura varia entre a máxima (que se prolonga de Abril) de 35° e a mínima de 18°, sendo os dias quentes e as noites frias, com temperatura bastante agradável.









BELEZAS NATURAIS

Mata Verde, possuem uma vasta área coberta por rochas, a qual proporciona aos moradores mais uma opção de trabalho. Este Povoado, são os maiores produtores de paralelepípedo do estado de Alagoas, com 21 pedreiras ativas. Os rios e os lagos, são outras fontes de riquezas tanto na produção de peixes como na pesca na qual atrai vários turistas de outras localidades para refrescasse nas cachoeiras do Poço Comprido e nas bicas do sitio pacas. Tanto são as belezas verdes das matas que cobrem as cerras, como os brancos das pedras que enfeitam a imensidão dos verdes das matas. Por encontra-se em regiões em declividade as cerras são bastante acentuadas, possuindo terrenos não recomendáveis para a exploração.


VISTA DO POVOADO

    O número médio de grandes e pequenos produtores que possuem as suas unidades produtivas localizadas no povoado (Município de Maribondo) em média são 40 produtores, ou seja 50% desses são arrendatário e trabalham em móveis localizados no município de Tanque D`arca em áreas não pertencentes à comunidade de Mata Verde; e os demais exploram pequenas áreas com a cultura do feijão, inhame, milho e batata doce.







CONHECIDO COMO SERRA DO MARACUJÁ  

Outros fatores que merece destaque são a produção de bananas e mangas, que a maior parte é cultivado no sitio Poço comprido. Entre os meses de Dezembro e Janeiro a exportação de mangas para outras cidades é de grande importância para a comunidade de Mata Verde.







ECONOMIA

     Um trabalhador de pedras, pode chegar de (500 a 600 pedras por dia), isto por semana atinge de (1.000 a 2.000 pedras). Se um deles tirar um milheiro de pedras, sua renda será de (R$ 150.00 ) reais. Um metro de meio fio é vendido por R$ 2.00 reais, segundo alguns trabalhadores eles chegam a tirar de 100 a 200 m. Todas essas pedras são exportadas para outras cidades e estados do Brasil em caçambas de mais de 5 toneladas que carrega de (2.000 a 3.000 pedras). 


VISITE O POVOADO DE MATA VERDE!

15 comentários:

Sheila Duarte disse...

Quero enfatizar a importância da iniciativa da idealização deste blog.A história resgatada é de grande valia, além das informações que são pulblicadas .Parabéns ao Marcos e a todos que claboraram para a elaboração deste blog.

Anônimo disse...

geu sou filho de um grande desbravador do povoado de mata verde meu nome e jose filho de manoel ferreira ou manoel vermelho alegro-me muito em saber que o lugar que eu nasci estar muito bem cuidado . moro em sao paulo e breve estarei por ai

jsadilson disse...

Eu sou José Adilson filho de um grande homem e de uma grande mulher que mora no povaodo mata verde, hoje moro na cidade de Itatiba SP, mato um pouco a saudade que sinto da minha familia ouvindo musicas das Radios de Maribondo pela INTERNET e vendo fotos dos eventos publicado deste povoado lindo e maravilhoso. Parabéns a todos por estarem sempre divulgando, acredito que tem muitos filhos desta linda Mata Verde distante que hoje si sente mais proximo de suas origens.

nininha disse...

passando para dizer qui esse o o melhor povoado do mundo amow demais esse lugazinho tão maravilhoso e acolhedor.

Itamar Costa de Oliveira disse...

meu vó foi uns dos primeiros moradores
e tbm teve engenho e tudo mais aê em mata verde
aqui na casa da minha mãe uma das filhas dele
tem um livro que ele mesmo escreveu contando um pouco da historia de mata verde

o nome dele era manoel correia

mata verde disse...

Agradecemos por visitar o blog da comunidade, gostaria que voçê ITAMAR COSTA Mandasse um E-MAIL pra mim falando um pouco do seu avó pra gente colocar no blog da comunidade de Mata verde. Mande para esse E-mail: marcossantos60@yahoo.com.br´
É bom e Agradável relembrar os fatos passados, mostrar que temos uma origem uma raiz de sangue negro, uma mistura de raças e cores.
Espero seu E-mail.

jota disse...

ola tudo bem por ai?quero mandar um abraço a todos sou o dude do manoel vermelho,nasci em mata verde e tenho muito orgulho de ser filho da terra tenho muitos parentes ai michel e joao, ze caroba,baba, e muitos amigos adelmo,valmir do expedito geraldo,ze do paulo bento,manoel domingo,doca,entre outros em fim breve estarei por ai

Anônimo disse...

AMO ESTA TERRA, ESTOU MUITO FELIZ POR SABER DA HISTORIA DA COMUNIDADE

paty disse...

Oi sou a Nilza nora
do já falecido Zé bastiana. Sinto muita saudade desse lindo lugar. TÔ muito feliz pelo progresso daí.Moro em Campinas SP. Espero ainda ir aí levar meus netos para conhecerem o lugar onde suas mães passaram a infância.Um abraço á daí que lebram de mim todos.Abraço pra meus sobrinho nego filho do tião,e todo daí.

analucia disse...

olar eu sou dai mais vivo em itatiba ,,gosto dai mais ,,fico muito triste cada vez q,,,osuer vou ai pois mataverde era para ser muito bem organizado,,,pois e um povoado muito bonito,,mais porem esquecido pelas autoridades quer nao fazem nada para dar um melhor conforto a populacao de mataverde,,,mataverde nao tem uma prasa para populacao,,,a unica quer tem e oucupada por latoes de lixo,,,e sevi como poste para amarar cavalos....

Rafael disse...

olá eu so Rafael filho do Damiao e bisneto do senhor Heleno e eu adoro ver a historia do povoado onde meu pai nasceu.Continuem postando fotos e imagens desse povoado maravilhoso q é a mata verde.eu e minha familia moramos em Itanhaem-SP mas se deus quiser em breve estaremos ai.

Savyo Gabriel disse...

olá sou filha de MANOEL ALEXANDRE, Sou dai de mata verde sai dai com 17 anos hoje tenho (79) moro em Salgado se.e tenho muita saudade do meu povoado das festa do coraçao de JESUS ORG.por JOAO CORADO;MEU NOME É Clarice filha de Maria Alves e Joao Humberto de Lima

Savyo Gabriel disse...

olá sou SAVYO minha querida vó é de mata verde saiu dai 1932 hoje com 80 anos mora em Salgodo-se.ela min fala muito de mata verde e ficaram tios e primos dela ai e nuca teve cantato com eles. ela filha Joao Humberto de Lima e Maria Alves e prima de Pedro Alexande da familia Alexande.

mata verde disse...

visite o facebook da comunidade de mata verde:
http://www.facebook.com/Mataverde10

ou Mata verde rainha dos povoados

Sebastião Justino disse...

Acabo de conhecer esse blog e achei fantástico. Nasci em Mata Verde e já fazem 20 anos que moro em São Paulo. Ler esses comentarios e histórias sobre o povoado me remete a um p assado que, mesmo em meio a tantas dificuldades foi a grande formação da minha vida, a melhor faculdade que alguem pode ter. Parabens.